Permacultura e ativismo sócio-ambiental no semiárido com Paulo e Luciana Campos

April 25, 2018

A Luciana compartilha que no mundo de hoje escolher uma dieta saudável, não comer McDonalds, procurar não produzir lixo para não degradar o planeta, são atitudes heróicas no cotidiano dos que fazem essa escolha. O Paulo, diz que no mundo em que vivem eles passeiam do mundo científico ao conhecimento popular, não de forma artificial, mas porque essa é a realidade do mundo deles.

Para esse episódio, eu tive o prazer de conversar com esse casal que se encontrou buscando na permacultura os conhecimentos e as práticas necessárias para concretizar as mudanças que acreditavam ser necessárias no mundo. À partir de então, Paulo e Luciana incorporaram a Permacultura como ferramenta em suas vidas pessoais e profissionais.

Eles tocam a Maloca: Escola de Permacultura na região do Crato no Ceará e transformaram a casa deles em um centro de aprendizado e troca de experiências. Paulo, além de mestre em geografia, é técnico em arqueologia, padeiro e marceneiro muito habilidoso com o bambu. Luciana é gestora social e educadora e além de ministrar cursos e palestras, também inseriu o ensino da permacultura na escola das filhas.

Para mais informações e notas sobre a entrevisa visite o link da entrevista no site.

No próximo episódio eu converso com os permacultores brasilienses Sérgio Pamplona e Mônica Carapeços, outro exemplo de como a Permacultura pode ser uma ferramenta poderosa na concretização de um mundo em harmonia com a natureza.

Abraço para todos! 
Eurico Vianna

 

00:0000:00